letreiro

26 de julho de 2010

língua


Pele úmida
da iguana
Serpenteando
em transe...
Vigorosa
língua
esmaecendo
no corpo da fêmea...
Nos lábios
o morder
dos dentes...
Cerrados e incisivos
O sangue escarlate
em pingos
Um gosto
doce e grosso...
Uma saliva ardente
em mãos dementes...
Iguana bicho
silvestre cio
Mata-me de gozo..

Nenhum comentário:

Postar um comentário